Relações Públicas: 5 dicas para montar uma boa estratégia

relações públicas

Relações Públicas: 5 dicas para montar uma boa estratégia

Destacar a marca e fazer com que ela seja reconhecida no mercado em que atua exige que diferentes processos estratégicos sejam elaborados, incluindo a área de relações públicas. Tal prática decorre de um planejamento minucioso que precisa contemplar diferentes canais, ferramentas e abordagens, especialmente em um momento que o marketing de branding demanda que se tenha conhecimento sobre os mais variados formatos de comunicação e métricas de engajamento.

A fim de ajudar neste processo, a Race Comunicação conversou com alguns de seus profissionais para descobrir  como qualquer marca pode alcançar uma reputação de sucesso.

Veja abaixo 5 dicas de estratégias em relações públicas:

  1. Tenha clareza sobre o seu negócio: a importância do estudo de mercado

Um dos primeiros passos para o engajamento da marca é identificar quais são as melhores formas de trabalhar a imagem da empresa dentro do mercado. Dessa forma, fica mais fácil identificar o diferencial da marca, bem como a melhor maneira de impactar o seu público-alvo.

“Ao desenvolver um plano estratégico é preciso analisar primeiramente o mercado em que a marca ou a empresa está inserida”, destaca Bruno Uehara, assessor de imprensa da Race Comunicação. E complementa sobre a necessidade de identificar quais as características do público-alvo. “A partir dessas informações, é possível planejar as ações de comunicação de forma segmentada e com linguagem adaptada para cada um”.

  1. Identificando stakeholders: a base para uma reputação de sucesso

Os stakeholders nada mais são do que os principais públicos de interesse do negócio. São eles que irão fazer com que sua marca seja reconhecida e tenha ainda mais engajamento dentro do mercado. Para saber quem são eles, é preciso conhecer os principais objetivos do negócio e qual o perfil desse público que se deseja alcançar.

“É muito importante fazer uma imersão para que você consiga ver com as principais áreas do negócio quais as metas de comunicação e quais públicos atingir com isso”, pontua Thiago Eid, assessor de imprensa da Race Comunicação, ao afirmar que dessa forma, é possível definir também quais serão os formatos dos conteúdos, a linguagem a ser utilizada e as principais ferramentas.

“Ferramentas como assessoria de imprensa, encontros com entidades, mapeamento de eventos com participação de algum porta-voz, promover a aproximação de formadores de opinião e empresários por exemplo. São várias formas de trabalhar as relações públicas para fazer com que a empresa conheça seus stakeholders”, complementa.

  1. Assessoria de imprensa: uma ferramenta que aproxima

Uma das ferramentas estratégicas para um bom engajamento da marca é investir na assessoria de imprensa, afinal, é ela que irá levar aos veículos de comunicação os principais diferenciais do seu negócio para a sociedade.

Um desses caminhos, segundo Amanda Lima, assessora de imprensa da Race Comunicação, é investir na história do cliente, pois a imprensa é cativada pela narrativa e pela força das palavras. “Nem sempre a melhor estratégia é fazer um press release e divulgar para todo mundo. Dentro de cada história é preciso identificar como contar isso de maneira interessante. Seja por meio de um release, uma sugestão de pauta exclusiva, um encontro de relacionamento, uma entrevista para um podcast ou um programa de TV, ou até uma ação com influenciadores”, exemplifica. “Esse seria o passo mais importante para atingir o público com a melhor estratégia”, conclui.

  1. Ambiente digital a favor da marca: seja o resultado que você quer para a sua empresa

A conexão entre interatividade e relações públicas pode gerar resultados ainda mais potentes para a sua marca. O auxílio do ambiente digital no trabalho de relações públicas é apenas um dos pilares que seguram uma estrutura de comunicação estratégica. Portanto, é preciso saber quais as vantagens do seu uso e como aproveitar essa praticidade de maneira correta e eficiente.

“As redes sociais têm a função de mostrar os valores e posicionamentos da marca, além de vender. Trabalhar conteúdos que mostrem como a marca ajuda a sociedade e o que ela oferece aos seus consumidores é uma saída para trabalhar um planejamento eficaz de relações públicas”, destaca Bárbara Christan, criadora de conteúdo digital da Race Comunicação.

Segundo ela, o ideal é sempre trabalhar as estratégias em conjunto, tendo como principal objetivo a criação de ações que mostrem que o produto é capaz de ajudar o público a solucionar seus problemas, suas dúvidas e suas dores. “É preciso fazer um diagnóstico da marca e definir não só branding persona, que seria a cara da marca, mas os buyers personas, que vão realmente comprar o produtor ou o serviço, sempre mostrando os valores da marca”, aconselha.

  1. Identidade visual: faça sua marca ser lembrada

Quando pensamos em uma marca, pensamos diretamente na sua imagem e nos valores que ela nos remete. Para que a imagem cause um impacto positivo no público-alvo é necessário gerenciamento. Um dos pilares da gestão de imagem e estratégia de conteúdo é a comunicação visual, essencial para se destacar perante a concorrência.

Para que sua empresa se destaque diante do mercado, sua comunicação precisa ser eficaz, atualizada e compatível às atuais demandas sociais. A vantagem em apostar na comunicação visual é saber que ela possui um grande potencial de recepção e atinge um número maior de pessoas do que a comunicação escrita.

Por isso, estabelecer uma gestão eficiente sobre a sua organização é crucial para criar uma reputação marcante e assumir um posicionamento claro diante de seus clientes.

Por Ana Luiza Antunes

Gostou do artigo?
Leia mais