Descrição

Contexto
A Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM) surgiu em 1978 com o objetivo de promover e popularizar o consumo da maçã produzida no Brasil. Trata-se de uma sociedade civil sem fins lucrativos com sede em Fraiburgo (SC), que reúne em seu quadro de associados 75% de toda a produção nacional de maçãs, 85% da comercialização no mercado interno e 95% das exportações.  
A instituição buscou a Race Comunicação para fortalecer o awareness acerca da maçã brasileira a partir de sua presença digital, divulgando o alto padrão de qualidade e segurança da produção de maçãs no Brasil e reforçando os benefícios da fruta nacional.


Desafio
Como transformar a maçã brasileira em uma marca capaz de engajar o público no ambiente digital? Este foi o principal desafio enfrentado pela Race Comunicação, além de outros aspectos relevantes:

- Representar de maneira igualitária os interesses de diversas organizações produtoras
- Produzir conteúdo de qualidade desvinculado do viés institucional
- Gerar awareness capaz de provocar mudanças no comportamento do consumidor


Estratégia
Para estimular o consumo da maçã brasileira a partir da reestruturação do branding da ABPM nos ambientes digitais, a Race Comunicação estabeleceu um planejamento de ações alinhadas com o PESO, metodologia que engloba mídia paga (Paid Media), espontânea/recebida (Earned Media), compartilhada (Shared Media) e própria (Owned Media).
 
O plano envolveu três fases: semear (padronização e reformulação do site institucional da entidade), cultivar (produção de conteúdo estratégico e consistente) e colher (ações de relacionamento com públicos estratégicos e campanhas de marketing digital).
 
Resultados
Os resultados alcançados em cada uma das ações empregadas durante o trabalho refletem as estratégias 360º adotadas pela Race Comunicação, com grande capilaridade entre os públicos-alvo: consumidores, varejistas e produtores. As ações somaram mais de 250 milhões de impactos.

Entenda esse projeto

Data:

Cliente:

Categoria:

Gostou do artigo?