As vantagens da construção das mídias proprietárias

Por Evelyn Spada

Todos os dias parecem uma final de campeonato e a busca pelo melhor posicionamento nos rankings de pesquisa está cada vez mais acirrada. A tomada de decisão, seja para a compra de um novo dispositivo móvel ou para contratação de uma nova agência de comunicação, normalmente não ocorre no calor do momento, mas sim após um bate-papo com conhecidos e buscas incessantes na internet. Por isso, o objetivo é ser a resposta para quem procura.

Mas, para que isso aconteça de maneira eficiente, é preciso oferecer um conteúdo relevante e com qualidade. E aí surge a questão: por que não criar um canal próprio para distribuir o conteúdo que domino?

Hoje, diversas marcas e empresas já dedicam parte da sua comunicação para criar suas próprias mídias. Um bom exemplo, são as empresas de cosméticos que investem em portais, vídeos e até em tutoriais para munir seus consumidores de conteúdo de beleza. Outras empresas transformam seu site em uma revista eletrônica.

Para o profissional de comunicação, João Pedro Andrade, investir em mídias proprietárias é uma ótima alternativa de se relacionar diretamente com o seu público. “Para alcançar o sucesso, é preciso investir em produção de conteúdo e na construção dos canais. Além disso, o time por trás das mídias precisa ser experiente e extremamente profissional. Como tudo nasce no ambiente digital, ser fonte do assunto que você domina pode ser uma ótima alternativa”.

Sobre o conteúdo, João Pedro faz um alerta: “assim como na produção do conteúdo jornalístico, a mídia proprietária não aborda apenas assuntos institucionais ou venda de produto. Quem vai consumir a informação procura fontes confiáveis e independentes”.

Quer saber mais sobre a criação das mídias proprietárias para a sua empresa? Fale com a Race Comunicação!

Gostou do artigo?