Real x virtual: agilidade e transparência em situações de crise

Por Ana Carolina

Mais do que informações, graças ao advento e popularização da internet, temos acesso rápido a qualquer conteúdo. Basta colocar algumas palavras e “voilà”, tudo que alguma vez passou pelo olhar atento de um profissional da comunicação ou usuário ativo da internet está bem na sua frente. Com a evolução do mundo digital, os usuários passam a ser sujeitos ativos, e a possibilidade de diálogo não só entre organização e público, mas também – e principalmente – entre usuários, promove uma nova forma de relacionamento com inúmeras possibilidades.

Ter uma página na internet, divulgar conteúdo sobre a sua organização e comentar assuntos da atualidade é ótimo para imagem de uma empresa. Essas atividades contribuem na prospecção de público, fideliza clientes e populariza sua marca. A questão é, com a mesma velocidade que usuários da internet recebem informações eles também reagem e comentam sobre o assunto, e um simples post pode virar uma crise de imagem.

Analisando alguns cases importantes sobre gerenciamento de crise, podemos perceber que a principal medida para evitar possíveis danos é a transparência e a agilidade para apresentar uma solução. Recentemente, a Brastemp enfrentou um caso em que o vídeo de um consumidor reclamando de um produto ficou entre os trend topics (temas mais comentados) nas redes sociais. A resposta: resolver o problema do cliente e mostrar-se aberta a pedir desculpas e esclarecer o transtorno. Rapidamente as críticas nas redes sociais deram espaço a elogios.

A Twix também foi alvo dos consumidores na web. Uma ação que prometia uma ‘chuva de Twix’, não deu muito certo e grande parte do público que compareceu voltou para casa sem nenhum chocolate. Resultado: ‘chuva de reclamações’ nas redes sociais. Um pedido de desculpas e um posicionamento sincero que deixava claro a atenção da empresa em investir em ações para proporcionar bem-estar e diversão para os consumidores amenizou a situação.

Uma denúncia no Facebook, além de muitos comentários, também rendeu dor de cabeça para Arezzo. Uma consumidora comprou uma sandália que depois de usada duas vezes teve a palmilha descolada, e para a surpresa dela havia a marca de outra empresa de calçados na sandália. Resultado: milhões de consumidores questionamento a autenticidade dos produtos da empresa. Depois de um pronunciamento pedindo desculpas e alegando que haveriam investigações para apurar as informações, o caso aos poucos perdeu força.

Todas as empresas citadas acima foram ágeis e transparentes em suas respostas, com destaque para a Brastemp, que não somente resolveu o problema, mas reverteu a situação. É importante, mais do que solucionar uma crise, deixar uma impressão positiva no público é essencial. Saber como se portar, organizar as informações divulgadas e ações a serem realizadas no ambiente online faz toda a diferença – evidentemente, a reputação da marca não deve ser desconsiderada nessa análise.

A efemeridade da internet pode ser um aliado para abafar grandes crises, mas lembre-se que tudo que uma vez foi postado normalmente fica para sempre perdido no universo da web e pode ser facilmente ressuscitado. Esteja atento não só às ações digitais, mas também ao que os seus consumidores falam no mundo real. Tenha uma equipe de comunicação pronta para tomar a melhor decisão, como a Race Comunicação, e boa sorte com seu público.

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?