Na dúvida entre publicidade ou assessoria de imprensa? Escolha os dois

assessoria de imprensa

Por Rogério Artoni

Sim, assessoria de imprensa e publicidade são coisas completamente distintas e em muitos casos complementares. Contudo, muitos clientes quando contratam uma empresa de assessoria de imprensa não compreendem muito bem essas diferenças. Com este artigo, não tenho a pretensão de criar um guia ou mesmo de colocar um ponto final nas discussões sobre as distinções, mas sim mostrar 5 diferenças do que cada uma dessas áreas tem a oferecer.

1-      Diferenças entre as empresas:

Uma empresa que trabalha com Assessoria de Imprensa busca informações de interesse coletivo dentro dos seus clientes e seus respectivos produtos, divulgando esses assuntos para os jornalistas dos veículos de comunicação. Assim, amplia a disseminação do cliente com seu público alvo. Neste caso o contato é sempre com a equipe editorial dos veículos.

Já uma agência de Publicidade trabalha também com público alvo, busca também informações dentro dos clientes e seus produtos. Porém, monta uma campanha publicitária, que geralmente envolve muito mais dinheiro, e trata direto com o departamento comercial dos veículos, publicando esta campanha e gerando demanda para o cliente.

2-      Espaço nas publicações:

A Assessoria de Imprensa conquista, sem pagar ao veículo, o espaço editorial para o cliente. Este espaço é muito mais influente para o leitor. Portanto, pode trazer melhores resultados, dependendo da área do cliente.

A Publicidade garante, através da compra, o espaço publicitário e para alguns casos como o varejo traz resultados expressivos nas vendas.

3-      Controle da informação:

Quando um cliente dá uma entrevista, o conteúdo falado ou enviado ao jornalista é agora uma informação deste profissional e partir daí a Assessoria de Imprensa não consegue controlar o que será publicado.

Já na Publicidade o controle do que será publicado é total. O cliente pode, por exemplo, anunciar um carro por R$ 1,00 (desde que isso não transgrida os regulamentos da área) e isso gerar uma enxurrada de pessoas querendo comprar este produto.

4-      Decisão do que publicar:

A decisão de o que publicar dentro da área editorial dos veículos e como publicar é total e única do veículo de comunicação. Portanto, a Assessoria de Imprensa e o cliente não conseguem e nem podem decidir o que será publicado.

Assim como no hipotético caso acima, do carro a R$ 1,00, quando é feita uma Publicidade a decisão do que será publicado é totalmente feita pelo cliente e a agência.

5-      Credibilidade:

Quando um porta-voz dá uma entrevista e esta é publicada em um veículo muito relevante, a credibilidade é muito alta. A Assessoria de imprensa busca exatamente por esses veículos com credibilidade para aumentar e melhorar a divulgação do seu respectivo cliente.

Na Publicidade a credibilidade pode ser um pouco abalada, já que a pessoa que vê esta publicidade sabe que aquilo é uma informação direta da empresa e não há um filtro como no caso da informação editorial. Mas como afirmei acima, em muitos casos este tipo de trabalho pode ser altamente recomendado.

* Rogério Artoni é diretor da Race Comunicação

Interessado nesse assunto? Clique aqui e veja mais informações sobre esse e outros serviços oferecidos pela Race Comunicação.

Gostou do artigo?