As lições das empresas de sucesso: A comunicação é estratégica

Por Ludmilla Gutierrez

A comunicação é diretamente impactada pelo surgimento de novas tecnologias, novos modelos de negócios e mudanças de comportamento dos consumidores. As empresas de comunicação estão promovendo mudanças no conteúdo, formato e linha editorial de produtos até então consagrados, tudo para não perder audiência. Por sua vez, as agências de comunicação precisam estar sempre atentas para antecipar as tendências e preparar seus clientes para integrar a estratégia de comunicação com as demandas do mercado.

 

Em muitos casos, o objetivo de imagem de uma empresa não corresponde à realidade de suas práticas. Nestas situações, a consultoria de comunicação deve ser acionada para propor ações, projetos, novos processos internos ou até eventos – tudo em função da avaliação de perfil do cliente – para atingir o público-alvo e promover maior identificação entre marca, colaborador e cliente. Ou seja, uma estratégia de comunicação assertiva atua como o motor de uma transformação para adequar a marca à nova realidade e demanda do mercado.

 

Muitas empresas que surgiram nos últimos anos, já nasceram com um mindset disruptivo, inovador, em sintonia com um novo cenário de consumo e comunicação instável e em constante mudança. Em grande parte são startups, empresas com estruturas mais enxutas, menos hierárquicas e voltadas para resultados no curto prazo e, por isso, conseguem atuar de forma ousada e criativa. Para elucidar, podemos comparar seu comportamento com o de um adolescente, que se recusa a seguir algumas regras e é contestador porque está descobrindo sua personalidade e para isso precisa testar novos caminhos.

 

O resultado dessa atitude que contesta e questiona antigos padrões nos dá um exemplo positivo e vencedor para a gestão da comunicação, porque humaniza a marca e a aproxima do público, de seus consumidores, parceiros e colaboradores. Atualmente, mesmo companhias grandes e consolidadas no mercado estão em busca dessa comunicação pautada pela inovação, criatividade, disrupção, busca de valores aspiracionais e incentivo ao desejo e orgulho de pertencer, seja para imprensa, redes sociais ou branded content.

5/5 (1 Review)
Gostou do artigo?