Jornalismo colaborativo: a nova face da internet

Por Rodolfo Zanchin

A ascensão da internet trouxe muitas mudanças para o jornalismo. Foi-se o tempo em que produzir conteúdo era tarefa de um pequeno nicho de pessoas, aquelas que recebiam e preocupavam-se em transmitir informações. A dinâmica mudou. Hoje o fluxo de notícias é plural e horizontal, ou seja, feito por muitas pessoas, de várias classes sociais e nichos específicos. Sem entrar em juízo de valores, atente-se que isso já é um fato e acontece todo tempo.

Eis que surge então, o jornalismo colaborativo, também conhecido como jornalismo cidadão, que consiste na ideia: “de todos para todos” e ganhou força com as ferramentas que a internet trouxe, como blogs, podcasts, vídeos ao vivo, etc.

Esse modo de fazer jornalismo se iniciou com mídias alternativas, como os Ninjas durante os protestos contra o aumento da tarifa em São Paulo (2013), e se disseminou até chegar aos veículos tradicionais. Confira o exemplo abaixo, publicado no portal Estadão:

 

Jornalismo colaborativo: a nova face da internet

Fonte: Estadão

Confira a matéria, clicando aqui.

Com isso, pessoas comuns (cidadãos) deixam de ser apenas receptores de notícias e passam a ser fontes de pesquisa, produtores de reportagem, analistas e replicadores de informações. A nova era aponta para uma comunicação mais humanizada, com pessoas que vivem aquilo que está sendo reportado dividindo espaço com especialistas etc. Vale aguardar os próximos capítulos. Ainda estamos engatinhando no modo de fazer jornalismo aliado a todas as novas tecnologias.

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?