Integração das redes sociais

Por Beatriz Benfatti

Há um tempo, não muito distante do que vivemos, a televisão era a first scream, ou primeira tela, da população mundial. A TV era o primeiro e mais utilizado meio de informação das pessoas. Atualmente os celulares são a first scream e nos aparelhos estão as redes sociais. As plataformas colaborativas estão entre as tecnologias mais revolucionárias dos últimos tempos e a tendência é afetar ainda mais o ambiente corporativo. A principal vantagem da utilização das redes sociais é atingir de forma mais precisa os stakeholders, também conhecidos como públicos de interesse.

A maioria dos profissionais usa até quatro dispositivos eletrônicos para trabalhar. Para conciliar o mesmo conteúdo em todas, ou pelo menos três das principais redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), é feito a crosmedia. Crosmedia nada mais é do que a junção do mesmo assunto em diferentes plataformas. O Instagram é mais utilizado para fotos, enquanto o Twitter é para pequenos textos, já o Facebook mescla os dois, tanto textos com mais caracteres quanto fotos, desse modo, trabalhando com múltiplas plataformas online. Contudo, devemos sempre lembrar do LinkedIn que tem um perfil corporativo e que tem sido muito usado por empresas e por profissionais de RH. Se você quiser se aprofundar nesse assunto, confira este texto do blog que explica cada uma das redes e suas principais características.

O fator de expansão acelerada das redes sociais é a colaboração. Cada vez mais pessoas entendem as vantagens de se conectar com clientes, funcionários e parceiros por meio de plataformas colaborativas, ou redes sociais. As organizações que pretendem melhorar o relacionamento com os clientes podem iniciar um trabalho em redes sociais, como o Facebook, LinkedIn, Instagram e o Twitter. As companhias também podem elaborar soluções pontuais, como a criação de blogs.

Tudo parece ser muito simples de ser feito, afinal, qualquer pessoa hoje em dia sabe “mexer” nas redes sociais. O problema é cometer erros comuns nessa área de comunicação. Empresas, como nós aqui da Race, criam conteúdos específicos e adaptados para cada rede social, para cada público específico e ainda com a linguagem da empresa, serviço, produto (respeitando guidelines). O objetivo é fazer com que os usuários conheçam e tenham interesse pelo seu negócio. Para que isso seja possível, um planejamento básico de conteúdo conta com: informações exclusivas, imagens atraentes, análise de público, análise de posicionamento, adaptação para cada uma das redes onde serão feitos os posts, links para outras páginas e integração entre os canais.  Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar a sua empresa a obter os melhores resultados para a sua empresa, produto ou serviço.

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?