Gamifique-se!

Estratégia cada vez mais utilizada pelo mundo corportivo, a gamificação engaja colaboradores, une equipes e retém clientes

Por Thiago Eid

Com o avanço da tecnologia, o mundo está cada vez mais conectado e veloz. As enfreáveis trocas de informação e a altíssima circulação de conteúdo digital representam grandes desafios para as empresas, que disputam a atenção do público. Reter stakeholdersé missão quase impossível para um negócio que não gera identificação, engajamento e interação.

E um dos principais alvos das organizações está justamente “dentro de casa”. É notória a relevância que os colaboradores têm para disseminar os valores e missões das companhias. Sem dúvida, são uma de suas mais importantes vitrines. Para o público interno, a mensagem deve estar clara e os ruídos exterminados. Para estes propósitos, a gamificação, ou gamification, tem se mostrado uma estratégia poderosa.

5 estratégias para sair do óbvio em newsletters internas

Trata-se de um conjunto de técnicas de engajamento que estimulam os participantes a atingir determinados objetivos. Neste caso, os do negócio. Apesar do nome, não é um joguinho de videogame. A ferramenta se apropriou das características criativas, lúdicas e interativas da indústria de jogos para solucionar problemas e superar barreiras do dia a dia das organizações. Para isso, trabalha com conceitos de competição, cooperação, exploração, premiação e storytelling.

As bases da solução são muito bem fundamentadas, e exploram diversas áreas do conhecimento, como psicologia, neurociência, teorias de jogos e aprendizagem, antropologia e sociologia.

Por ser muito versátil, a estratégia se encaixa em diversas situações, setores e tipos de negócio. Escolas, empresas de grande e pequeno porte, hospitais, presídios, hotéis, qualquer contexto pode ser gamificado, levando em consideração suas especificidades e objetivos.

Não à toa, há diversos cases de sucesso no mercado que demonstram a eficácia da ferramenta. Os índices mais impactados são atração, engajamento, retenção e conversão de clientes e colaboradores. Traduzindo, a gamificação tem o poder de aumentar as vendas, a atração de novos consumidores e intensificar o trabalho em equipe, metas que toda empresa batalha arduamente para conquistar.

Quem disse que o trabalho não é lugar de brincadeiras?

Gostou do artigo?