Entre o planejamento e o conteúdo: o timing de cada veículo

Por Filipe Andrade

Em assessoria de imprensa, além da necessidade de se oferecer conteúdo relevante dentro da linha editorial de cada meio de comunicação, conhecer as rotinas e dinâmicas  dos veículos é essencial. O motivo pode parecer óbvio, mas é fundamental reforçá-lo sempre: uma informação só é importante – e, portanto, publicável – se for relevante ao leitor/telespectador/ouvinte do veículo no qual se deseja publicar e esteja dento do seu prazo.

Por exemplo, em jornais impressos diários, tudo acontece com uma enorme rapidez. Nesses casos, as edições costumam ser fechadas no dia anterior. Já em emissoras de televisão, o timing é mais curto, ainda mais quando são veiculadas mais de uma edição do jornal por dia. Para esses casos, os conteúdos são fechados no período anterior: se o jornal é à noite, o fechamento acontece à tarde, por exemplo. Contudo, para os dois casos, tanto para a mídia impressa quanto para as redações de TV, cabe à assessoria de imprensa um bom planejamento, antecipando-se a esses prazos para, assim, obter melhores resultados nas publicações.

Já nas revistas especializadas, a periodicidade costuma ser maior, e os conteúdos, necessariamente, precisam ser mais elaborados. Por isso, o contato com esses veículos deve ser iniciado o quanto antes. Se uma revista bimestral será publicada em julho, isto significa que os conteúdos serão fechados entre maio e junho. Sendo assim, o ideal é que o relacionamento assessoria/redação seja iniciado em abril.

A publicação em todos casos é, portanto, resultado de dois fatores principais: o planejamento e o conteúdo relevante. Assim, conhecer o timing de cada veículo e ter um bom relacionamento com a redação são indispensáveis para o êxito desse planejamento.

A sua empresa precisa de um planejamento atrelado a produção de conteúdo? A Race Comunicação pode fazer isso para você. 

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?