Como tratar com os diferentes públicos de uma mesma empresa

Por Filipe Andrade

Uma organização, diferentes públicos: estratégias distintas baseadas no conhecimento prévio do público ou, melhor, dos públicos. Esta deve ser a máxima quando se trata de comunicação corporativa, em seus diferentes segmentos.

Por menor que seja uma empresa, ao se pensar uma estratégia de comunicação deve-se levar em conta os diferentes públicos, suas características e especificidades. E, por mais diversificados e heterogêneos que sejam, cabe ao comunicador identificá-los e conhecê-los.

Em primeiro lugar, o ideal é realizar um mapeamento da organização – nesses casos, as pesquisas são ferramentas bastante úteis – para identificar os públicos e suas necessidades.

Feito isto, qualquer projeto ou planejamento deve ser executado a partir desse resultado, adaptando-o ao cotidiano de determinado público, considerando, inclusive, as ferramentas disponíveis para cada público e os assuntos de seu interesse. Afinal, nem tudo o que é relevante para colaboradores do setor de RH, por exemplo, é para profissionais da área de vendas e vice-versa.

Por outro lado, em determinadas organizações, os meios de comunicação dependem do setor em que o funcionário está inserido. Em uma fábrica, por exemplo, pode ser que nem todos tenham acesso a e-mails. O conteúdo informativo, portanto, deve levar em conta essa característica. Ou seja, o conhecimento de diferentes públicos é fundamental e determinante tanto para a definição do conteúdo quanto para as formas, as ferramentas utilizadas para a propagação daquela informação.

* Filipe Andrade é Assessor de Imprensa na Race Comunicação.

Ficou interessado sobre como tratar com os diferentes públicos? Clique aqui e veja mais informações sobre esse e outros serviços oferecidos pela Race Comunicação.

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?