Como é a produção de ghostwriter

Por Filipe Andrade

 

Um ghostwriter é aquele profissional responsável pela produção de livros e redação de textos em nome de determinada pessoa, sem levar créditos por aquela obra. Ou seja, atua simplesmente na função de redator.

“Por trás de toda pesquisa, apuração e redação, pode haver um ghostwriter”, explica Luma Pereira, em artigo para o portal Saraiva Conteúdo. Segundo ela, em muitas obras, o nome nos créditos de um livro pode não ser necessariamente de quem de fato o escreveu.

E muitos profissionais de comunicação atuam como ghostwriters. Grandes agências também oferecem esse tipo de serviço, para a escrita de obras literárias, discursos, artigos, etc. Muito do trabalho de produção de conteúdo tem a ver com o trabalho de ghostwriters, considerando que quando produzimos textos para os clientes, precisamos entender o mundo dele, o leitor e escrever sobre assuntos mais diversos.

Desta forma, para que esse trabalho seja produtivo é necessário haver uma sintonia entre o escritor de fato e a pessoa que assina a obra. Cabe ao profissional conhecer o “autor” do texto para que não haja uma distorção entre a personalidade de quem assina e a identidade do texto. “Um dos desafios nesta profissão é acertar seu estilo com o do contratante”, destaca Pereira.

O ghostwriter precisa ter ainda uma ampla visão de mundo, conhecendo o contexto em que o “autor” está inserido, afinal, cada nicho possui linguagens muito próprias. Aliado a tudo isso, precisa ter um grande domínio textual. Pode parecer óbvio, mas o indispensável a esse profissional é o domínio da linguagem e de suas variações.

As palavras de ordem para o êxito da produção de ghostwriter são, portanto, o feeling e a sintonia. Se você precisa de um ghostwriter para cuidar do conteúdo da sua empresa, entre em contato com o nosso time e conheça este serviço.

 

 

 

0/5 (0 Reviews)
Gostou do artigo?