A importância da comunicação corporativa

Comunicação corporativa - Race Comunicação

Por Filipe Andrade

A comunicação corporativa, ou também comunicação empresarial, lida com informações em suas diferentes nuances dentro de uma organização, empresa ou instituição. Em termos práticos, é a comunicação trabalhada para todos os públicos da instituição – internos e externos, incluindo as suas subdivisões. Abrange, portanto, a comunicação organizacional ou institucional, e a interna.

A comunicação interna está relacionada, como a própria expressão já sugere, ao fluxo interno de informações e tem como alvo os colaboradores da empresa e, algumas vezes os terceirizados. Entre as ferramentas utilizadas na comunicação organizacional estão jornais murais, redes sociais internas, informativos enviados via e-mail, revistas internas, comunicados, memorandos, TV’s e rádios corporativas. Cada uma delas definida para atender a uma necessidade e periodicidade específica.

O objetivo desta comunicação é melhorar ou criar uma cultura organizacional positiva, com discursos e estratégias alinhadas em todos os níveis da companhia. Neste contexto, está inserido também o endomarketing. Por meio dele, a instituição promove uma série de ações direcionadas de marketing ao público interno que visam disseminar determinado valor ou política do negócio. Essas ações são pensadas e executadas, em geral, como forma de motivar o público interno a estar de acordo com determinada iniciativa da e deve ser executada em sintonia com aquilo que é veiculado por meio dos produtos de comunicação interna. Devem, portanto, se completar.

A comunicação corporativa, por outro lado, tem como objetivo a inserção organizacional da empresa no meio externo. Resumindo: fazê-la conhecida e visível junto aos stakeholders, criando, assim, um relacionamento com esse público de interesse. Este pode ser composto por clientes, fornecedores, parceiros de negócios, imprensa, influenciadores, consumidores e até instituições mais complexas como bancos etc. Sendo assim, dentro da comunicação corporativa devem ser consideradas as características de cada público.

Por exemplo, consumidores de determinada marca têm à disposição, como canal de relacionamento com aquela organização, páginas em redes sociais na internet (Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, TikTok, entre outros). Uma forma acessível em razão do alto número de usuários dessas ferramentas é fazer a instituição estar sempre visível junto a seus clientes ou potenciais consumidores através da gestão das redes sociais de forma estratégica. Nesses casos, a aposta é em ações que podem gerar engajamento do público, seja por meio de campanhas, posts patrocinados, etc. Entre os canais mais tradicionais, as instituições mantêm ainda os Serviços de Atendimento do Consumidor. Podem haver ações com foco em gerar awarness ou gerar leads e esta última tem como foco maior gerar leads, ou seja, potenciais consumidores.

Para o relacionamento com profissionais da mídia, a assessoria de imprensa, ou também conhecida como relacionamento com imprensa, é responsável por planejar e desenvolver produtos e ações que gerem espaço nos veículos noticiosos. Esta é a estratégia proativa. De forma reativa, a assessoria de imprensa atua na prevenção ou na contenção de determinadas crises (já tratadas por aqui em outros posts), que poderão gerar algum dano à imagem da organização. Entre os produtos utilizados na assessoria de imprensa estão os press releases, áudio releases e newletters, além de ações de relacionamento, como eventos, entrega de press kits, promoção de prêmios direcionados aos profissionais de imprensa, etc. Contudo, com a abrangência da comunicação, o trabalho de assessoria de imprensa invariavelmente terá como foco também os influenciadores digitais (aqui na Race nosso trabalho de assessoria de imprensa sempre tem incluso o trabalho com influenciadores).

A comunicação corporativa com todas as suas características é, portanto, a responsável por, em primeiro lugar, alinhar discursos dentro do ambiente empresarial, engajar a equipe e criar relacionamento com seus stakeholders, mantendo sempre sua imagem positiva junto a seus públicos, sejam eles internos ou externos.

Gostou do artigo?