A personalização dos informativos empresariais

Por Maira Manesco

 

Já sabemos que desde os tempos mais remotos a comunicação é inerente para toda a sociedade. Nós, quando precisamos conversar com alguém, procuramos a melhor forma de fazer e com o vocabulário que melhor atinja nosso receptor, por exemplo, se precisamos conversar com nossa avó, dificilmente vamos optar por enviar uma mensagem de celular com inúmeras gírias e abreviações, correto? E é desta forma que também devemos pensar no mundo corporativo.

 

Cada empresa possui stakeholders com características singulares, e que demandam uma comunicação única. A forma como você se relaciona com seus investidores tende a ser diferente da que você utiliza com os funcionários, que, por sua vez, nada tem a ver com seu relacionamento com os clientes. Ou seja, pensar em “reciclar” os conteúdos para atingir todos os públicos não é a melhor solução para estreitar o relacionamento com nenhum deles.

 

Pensando na comunicação interna, afinal primeiro arrumamos a casa e depois abrimos as portas, existem diversas ferramentas que facilitam o relacionamento com os colaboradores. Os boletins, newsletters e jornais murais são grandes aliados e podem transformar as notícias em informações mais atrativas e participativas. Estas ferramentas são mais uma forma de disseminar ações e acontecimentos importantes da empresa, que podem contribuir com todos os seus setores, o que melhora o clima organizacional e coloca todos os colaboradores na “mesma página”.

 

Assim como cada público é ímpar, essas ferramentas também são e por isso precisam ter mensagens diferenciadas para cada uma. Os boletins, por exemplo, podem ser diários apresentando resultados do dia anterior e matérias publicadas na imprensa. Já as newsletters podem ser quinzenais, contemplando algumas informações já enviadas nos boletins, participações em eventos, aniversariantes do período, eventos. Por fim, o jornal mural pode seguir com publicação semanal e até mais descontraída, além das notícias de destaque, é possível contar com seções onde os colaboradores podem dar dicas e deixar depoimentos.

 

As opções são muitas, e você pode contar com o apoio de uma agência de comunicação corporativa para entender qual o melhor caminho a percorrer.

Gostou do artigo?