Cuide da sua reputação: Você já ouviu falar sobre Marketing de Empatia?

Por Rodolfo Zanchin

Embora vivamos em um mundo cada vez mais tecnológico, todas as instituições e businesses são feitas de pessoas para pessoas. Por isso, cada vez mais precisamos deixar claro para os públicos de interesse que todos os trabalhos são desenvolvidos por seres humanos que utilizam da tecnologia para entregar o “produto” especialmente para aquela pessoa (cliente). Essa é a base do Marketing de Empatia. O melhor modo de conquistar o cliente é gerando empatia – já que uma imagem vale mais que mil palavras, encontrei uma definição gráfica precisa sobre o termo:

A empatia se tornou uma ferramenta de marketing que consiste não só na criação de um produto, mas também na experiência do usuário. Nesse novo modo de fazer negócio, o cliente se torna o centro da criação. Trata-se de um novo posicionamento que, por meio de experiências, permite que o cliente se identifique com a sua marca e se torne fiel aos seus produtos

A Nike, por exemplo, não quer se tornar “referência mundial em produtos esportivos” – isso é muito egoísta, somente voltado para os objetivos da empresa. Ao contrário, ela se posiciona como uma empresa/marca que quer “desenvolver o atleta em cada um”. Dessa forma, ela está, inteiramente, apostando no cliente, gerando valor e experiência para ele. Ficou mais claro?

Pense nisso durante a próxima campanha e guarde essa palavra: EMPATIA, ela já é base de muitas marcas do futuro, pode apostar!

Gostou do artigo?