Boa comunicação pode garantir o sucesso do e-commerce

Por Evelyn Spada

Vivemos em uma era de aceleradas mudanças. A tecnologia, a todo instante, apresenta novas formas e opções para realizar as mais distintas tarefas, de maneira mais produtiva e cômoda. Uma loja virtual de sucesso não surge do dia pra noite, é necessário acompanhar as transformações e corresponder à expectativa de seu usuário.

Não é só de preço competitivo que vive uma loja. É necessário ter uma plataforma otimizada, produtos com claras descrições e fácil navegabilidade. Garantir que o visitante da loja realize tarefas com menor esforço gera uma experiência agradável, a interação produtiva entre o usuário e o sistema pode conquistar o usuário já na primeira visita, ou seja, é preciso investir na usabilidade.

Produtos e informações já surgem antiquados, com data e hora marcada para desaparecer. Ampliar as opções de pagamento, apostar no frete grátis, garantir produtos no estoque e não atrasar entregas são maneiras de agradar o cliente.

É muito importante que a empresa tenha conhecimento do mercado que vai atuar, dos concorrentes e principalmente do público que quer atingir. Um benchmark bem feito é capaz de auxiliar no sucesso e prevenir prejuízos no futuro.

Para conquistar o sucesso da loja virtual é necessário observar todos os números que as ferramentas podem oferecer. A taxa de conversão, por exemplo, é a métrica utilizada para gerenciar o desenvolvimento das campanhas. Em linhas gerais, é a relação entre o número de visitantes no site dividido pelo número de compras realizadas no mesmo período, e por fim, multiplica-lo por 100 para ter a taxa em percentual. A taxa de conversão pode dizer muito sobre a performance da loja. É possível identificar qual campanha gerou mais vendas em relação ao tráfego gerado.

Boa comunicação

Para garantir uma boa comunicação é necessário conhecer o usuário da loja virtual. Após análise do público, adequar o nível de linguagem é requisito básico. O leitor deve compreender de maneira fácil e imediata as informações registradas na loja. Semelhante à escolha da linguagem, está a formalização dos elementos visuais, que também devem estar de acordo com o usuário que frequenta.

Principais pontos de atenção

Com o crescimento do comércio eletrônico brasileiro e o aumento da concorrência, investir em marketing digital se tornou essencial.  Para conquistar o sucesso, a loja deve se atentar em alguns pontos.

Para se comunicar com o usuário, a loja deve utilizar diferentes meios. O e-mail marketing segmentado para sua base de contatos é uma excelente opção para atingir o cliente. Outras atitudes a serem tomadas é a otimização da plataforma para dispositivos móveis, utilização do remarketing para visitantes que abandonarem o carrinho, investir em links patrocinados e anúncios, estar presente nas redes sociais e investir em parcerias com blogueiros.

Escolhendo a comunicação certa para diferentes plataformas, cria-se a oportunidade de atrair pessoas para o site e aumentar as chances de vendas. Ter atenção nos números da página é de suma importância. Taxa de Conversão e o número de page views podem ser grandes influenciadores para os futuros planejamentos.

Estratégia de SEO

A estratégia de SEO (Search Engine Optimization), ou “otimização para motores de busca”, é o conjunto de práticas capaz de conquistar um melhor posicionamento da loja virtual nos resultados orgânicos. As técnicas de SEO podem gerar aumento nas visitas, conversões da loja virtual e melhorar o posicionamento na busca orgânica.

Algumas atitudes para trabalhar SEO é estruturar um site organizado e claro. Escrever títulos dos produtos corretamente, criar boas descrições, evitar sites em flash e utilizar palavras-chaves podem auxiliar no sucesso desta estratégia.

Outro ponto importante é a criação de conteúdo exclusivo. O Google leva em consideração diversos critérios para classificar os resultados em uma busca, como por exemplo, o tempo que o visitante fica online na página online, por isso a loja deve ser funcional. A prática de SEO faz com que seja possível diminuir o investimento em marketing e, assim, a empresa garante acréscimo no faturamento.

Links patrocinado

Investir em Link Patrocinado, ou SEM (Search Ending Marketing), é o método de publicidade online mais utilizado nos últimos tempos. A pesquisa paga consegue gerar tráfego imediato para loja virtual. As ações dos anúncios na internet podem interferir na decisão de uma compra, o que faz aumentar a expectativa de uma visita, se concretizar em uma venda.

O Google disponibiliza gratuitamente o Google Adwords, um planejador de palavras-chave. Nesta ferramenta é possível procurar palavras-chave e grupos de anúncios, observar a possível performance de uma lista de palavras-chave e criar uma nova lista de palavras-chave. O Google AdWords também pode ajudar a loja virtual na escolha de lances e orçamentos competitivos para utilizar nas campanhas.

O marketing na internet tem por finalidade promover visibilidade. A campanha é indexada a um conjunto de palavras-chave previamente selecionadas. Quando um usuário busca por uma dessas palavras, o link do anúncio é publicado nas páginas de resultados (SERPs), como uma das primeiras opções da pesquisa.

Ferramentas do Google

O Google oferece diversas plataformas online para intensificar as ações de marketing digital, as ferramentas permitem que o dono de um e-commerce acompanhe por meio de métricas o comportamento dos consumidores e suas conversões de vendas. Com isso, a marca consegue testar uma campanha e, se conquistar o resultado almejado, investir mais tempo e dinheiro em outros meios, ou do contrário, descartá-lo.

Por meio de gráficos, o Google Trends apresenta o volume de pesquisas de palavras-chave por país e região. Além disso, permite comparar diversos termos em um único gráfico. Para um e-commerce, esta ferramenta pode ser muito útil em duas situações: pesquisando tendências de produtos/serviços e analisar o termo mais utilizado pelos usuários para localizar um produto específico no Google.

Outra função do Google é o Google Suggest. Essa ação está disponível no campo de busca do Google. Não é possível “comprar” no Google Suggest, o sistema funciona 100% baseado em históricos de buscas. Em quanto o usuário digita a palavra no campo de busca, automaticamente, aparecem sugestões para completá-la. Ou seja, o Google sempre indica os termos mais buscados e as combinações de palavras mais utilizadas. Localidade, linguagem, popularidade e assuntos recentes influenciam nas sugestões. O Google Suggest também atua nos casos de URL, indicando os endereços usados recentemente, e em casos de palavras digitadas com erro ortográfico.

Já o Google Keyword Planner, antigo Google Keyword Tool, exibe o número de buscas por palavras relevantes e o valor aproximado do custo por clique (CPC). Caso a marca não seja anunciante do Google Adwords, esta ferramenta auxilia na busca das palavras mais valiosas para o e-commerce em termos de volume de buscas e valor de clique. É uma excelente ferramenta para testar se os internautas estão buscando por algum produto que está planejando inserir no portfólio da loja.

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita de monitoramento de tráfego e pode ser instalado em qualquer site, blog ou loja virtual. Para a loja virtual, essa ferramenta é essencial. Com base nas informações que ele oferece é possível analisar o comportamento dos visitantes da loja, como por exemplo, localidade, tipo de navegador utilizado, palavra-chave que o trouxe até a loja e tempo de permanência. Entre os diversos recursos, o Google Analytics também mostra taxa de rejeição e categorias mais visitadas. As informações auxiliam no entendimento da interação dos usuários com a loja. Para o comércio eletrônico, a ferramenta é utilizada como um medidor de resultados. Por meio das informações que oferece é possível analisar o comportamento de vendas de cada produto na loja virtual.

Blogs e redes sociais

Por falta de contato físico, a lojas online deve investir em diversos meios para garantir a comunicação com o cliente final. Os blogs e as redes sociais são excelentes canais para intensificar as ações de marketing digital e gerar tráfego orgânico.

É possível trabalhar com blogs de duas maneiras. A primeira é firmar parceria com um blog que seja relacionado ao mercado em que a loja virtual atua e inserir um banner da loja. A segunda opção é a criação de um blog da marca que ofereça conteúdo de relevância para o público, como por exemplo, dicas de uso dos produtos, deixando de lado a impressão de catálogo virtual. O blog deve ter uma periodicidade para ser alimentado e é capaz de trabalhar SEO com forte potencial para geração de tráfego orgânico.

Com o conceito web 2.0, o uso das redes sociais permite que a loja converse diretamente com os clientes e que os usuários manifestem e compartilhem opiniões sobre a empresa. É preciso planejar e oferecer conteúdo relevante e de qualidade para que a loja virtual caia no gosto dos internautas. Em alguns casos é preciso avaliar qual rede social gera mais interação entre a loja e o público. Além disso, muitos usuários gostam de compartilhar informações através de seus perfis nas redes sociais. É importante que a loja virtual disponibilize ferramentas de fácil acesso para o direcionamento dessas informações.

Saiba como a Race Comunicação pode te ajudar. Acesse: Gerenciamento de Redes Sociais e Produção de conteúdo

 

 

Gostou do artigo?